estranhasbrincadeiras I


- pum pum, estás morto!
- ahhh, morri! e agora sou um fantasma e vou atrás de ti uuuuu
- não estamos a brincar aos fantasmas, eu sou o polícia e matei-te, pum pum, vá, morre
- arrghhh, morri! e transformei-me num zombie! e vou comer-te!
- oh mãe, ele não morre!
- ai que brincadeira tonta, vão lá brincar a outra coisa
- mas é halloween, eu quero ser um vampiro, e vou morder-te o pescoço mãe, e ficas vampira como eu
- vão mas é tomar banho que estou a acabar o jantar
- mas nós estamos a brincar aos polícias e ladrões! vá, morre, pum pum
- daqui a bocado fico uma bruxa e transformo-vos aos dois em sapos, e depois têm de esperar por duas princesas lindas para vos dar beijinhos e voltarem a ser príncipes
- blharg, não quero beijinhos, quero ser um sapo! o pai não vem jantar?
- está quase a chegar
- quando o pai chegar ele vai ser o polícia e vai te matar
- não, ele vai ser um zombie vampiro fantasma como eu e nós nunca morremos!
- não, sou um gigante esfomeado que se não vai jantar depressa tem de comer as criancinhas!
- pai!
- e se a mãe se distrai, ainda é comida pelo gigante também...
- tonto, deixa-te lá dessas coisas em frente aos miúdos, vá, tudo para o banho!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Se ela se portar mal, ponho-a na Super Nanny"

Wilde, Nietzsche e Pixies

As mães e as bruxas